Ver todos >

Protocolos e parcerias

BANCO DE HORAS

No que diz respeito ao apoio prestado às empresas instaladas no Parque tecnológico de Óbidos ou que se encontram em regime de incubação virtual, a OBITEC estabeleceu acordos com um conjunto de entidades, que prestam apoio gratuito às empresas em diferentes áreas. Apresentamos as empresas que se associaram a este “Banco de Horas” mensais:

logoPT Clarke, Modet & Cº
Desenvolve serviços inovadores de Inteligência Tecnológica, Transferência de Tecnologia e de Avaliação de Ativos de Propriedade Intelectual, área onde o Grupo é líder nos países de língua portuguesa e espanhola.
+351 213 815 050 / info@clarkemodet.com.pt / www.clarkemodet.com

 

airoAIRO
Associação Industrial da Região do Oeste
+351 262 841 505/6
airo.oeste@netvisao.pt / www.airo.pt

 

 

diaspDIASP
Recursos Humanos e Sociedade de Advogados Lacerda Dias & Associados
+351 262 889 150
diasp@diasp.pt / diasp.pt

 

 

finoesteFinoeste
A Finoeste é uma empresa especializada na área da consultoria fiscal e financeira, dispondo de uma equipa de profissionais ao serviço da sua empresa.
+351 262 870 746 / 966 686 461
geral@finoeste.pt / finoeste.pt

 

plioPLIO
A PLIO é uma empresa jovem composta por um núcleo principal de profissionais das áreas da tecnologia, informática e telecomunicações e do ordenamento do território e urbanismo.
+351 262 284 222
mail@plio.pt / http://www.plio.PT

 

PROTOCOLOS (condições especiais para empresas do PTO)

> Balance Healthclub & SPA – 20% desconto no valor da mensalidade (free pass 36€)

> Centro de Yoga Áshrama – valor mensalidade 20€

> CLAP – Centro Lúdico Apoio Pedagógico

desconto de 10% nos serviços de Apoio ao Estudo, Explicações e Apoio Especializado
desconto de 20% nos serviços de Psicologia, Terapia da Fala, Terapia Ocupacional e Fisioterapia
Durante as Férias Escolares, oferta de transporte das crianças do Parque para o CLAP, no início do dia, e do CLAP para o Parque ao fim do dia.

 

________________________________________________________//___________________________________________________

> Na área internacional, o Parque Tecnológico de Óbidos e a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT/MCTES) elaboraram um protocolo de cooperação, no domínio das parcerias internacionais estabelecidas entre o Governo de Portugal e universidades norte-americanas (Massachussets Institute of Technology – MIT, Universidade do Texas em Austin – UT Austin e Carnegie Mellon).

> Rede Creative SPIN: visa criar uma rede de network temática em toda a Europa que irá responder ao desafio sobre como conectar as indústrias culturais e criativas, incluindo setores como o audiovisual, design, publicidade, arquitetura e vídeo jogos, com outros setores, para estimular os efeitos de “spill over “. Pretende-se definir ferramentas e métodos para desencadear a criatividade e a inovação em empresas e outros tipos de organizações públicas e privadas, incentivando artistas, profissionais criativos (em publicidade, design, arquitetura), instituições culturais e as indústrias a envolverem-se com outros setores, para partilhar as suas competências e conhecimentos.

> Óbidos lidera, desde 2008, a rede Clusters Criativos em Áreas de Baixa Densidade, do programa europeu Urbact II (urbact.eu/), integrando actualmente como parceiros os municípios de Barnsley (Reino Unido), Catanzaro (Itália), Enguera (Espanha), Hódmezóvásarhely (Hungria), Mizil (Roménia), Reggio Emilia (Itália), Viareggio (Itália) e o Centro de Inteligência em Inovação – Inteli, de Lisboa, tornando-se na única rede do programa Urbact II liderada por uma entidade portuguesa.

Áreas Estratégicas

> TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

As TIC são, sem dúvida, uma das áreas mais importantes do do Parque Tecnológico. O desenvolvimento de software e soluções tecnológicas integradas são uma das dimensões mais atraente para as empresas. A existência de diversidade de empresas permite o desenvolvimento de parcerias e sinergias, o que garante uma grande flexibilidade na gestão de projetos. O Parque é, cada vez mais, um talent magnet da região, concentrando pessoas e competências em áreas menos vulgares fora dos grandes centros urbanos.

> AGROTECNOLOGIAS

As tecnologias para a agricultura são uma das principais geradoras de emprego e de lucro em todo o mundo. Caraterizadas por matérias-primas que são na sua maioria perecíveis, variáveis em qualidade e nunca uniformemente disponíveis, o setor está também sujeito a um controlo rigoroso de segurança do consumidor, qualidade do produto e proteção ambiental. Métodos de produção e de distribuição tradicionais estão a ser substituídos  e as ligações entre as empresas dos agronegócios, os agricultores, os armazenistas e outros atores da cadeia de valor, são cada vez mais importantes, tendo o Parque Tecnológico de Óbidos assumido a tarefa de ajudar a melhorar as suas políticas e estratégias de competitividade, incluindo a uma melhor coordenação e articulação entre todos os intervenientes: produção de materiais e de eventos de formação e divulgação, em particular entre os pequenos agricultores e gestores de empresas que necessitam de capacitação técnica, de gestão e de planeamento dos seus negócios. A nossa intenção é de que os agronegócios passem a ser vistos não apenas como economicamente importantes, mas como uma parte crítica da sociedade.

> TECNOLOGIAS PARA O BEM-ESTAR E SAÚDE

Devido à atual conjuntura económica, é fundamental a promoção, a todos os níveis, do bem-estar humano e a da sua capacidade de adquirir ferramentas positivas que permitam a um indivíduo funcionar da melhor forma em sociedade, atendendo às dificuldades da vida quotidiana. Podemos alcançar este ideal com novos empreendimentos empresariais, que se regem pelo lucro, mas que o fazem numa prespectiva de bem social. Estamos a trabalhar para concretizar, muito brevemente, um espaço onde isto será possível, no Convento de São Miguel das Gaeiras.

> TURISMO E TECNOLOGIA

O setor do Turismo cresceu e tornou-se um dos pilares da economia global, impulsionado pela cooperação política e a mudança social, alcançando avanços tecnológicos significativos, tanto em comunicações como em infra-estruturas. Os termos inovação e tecnologia tornaram-se parte do discurso do turismo global, uma vez que ambos são fundamentais para melhoria dos negócios e da competitividade dos destinos e, como tal, para a melhoria da experiência do turista. As nossas empresas vão continuar a ter o nosso apoio para encontrarem soluções que sirvam para reduzir tempo e dinheiro, num caminho cada vez mais diferenciador na personalização de produtos e serviços nesta área.

- TECNOLOGIAS PARA A ENERGIA

Políticas de desperdício de energia, o uso excessivo de recursos, falta de abastecimento de água, a mudança climática global e a destruição da nossa floresta, são apenas algumas das questões que consideramos fundamentais e que precisam de ser abordadas para se conseguir alcançar uma existência mais sustentável no nosso planeta. Para o Parque Tecnológico de Óbidos são áreas estratégicas, para as quais é necessário continuar a apoiar as iniciativas empresariais faciliadoras do trabalho fundamental da preservação ambiental, nas áreas da eficiência energética, mobilidade sustentável e de baixo carbono.

> ARQUITETURA, DESIGN E MEDIA

O Parque, desde a primeira hora, procurou sempre ter uma ligação especial com as indústrias criativas, sempre em diálogo com a tecnologia e a economia digital. Nesse sentido,  áreas como a arquitetura, design e media, pela sua transversalidade, são muito importantes para o enriquecimento criativo do nosso cluster.

Educação e Talento

Os maiores desafios para as empresas e territórios passam por encontrar profissionais com as competências necessárias para as suas atividades ou com um perfil evolutivo que permita acompanhar o percurso da economia. Em paralelo, temos também o desafio de ativar comunidades locais em redor das novas tecnologias e aumentar a sensibilidade à inovação e criatividade.  Ciente destes desafios o Parque Tecnológico de Óbidos tem em curso projetos que lhes respondem, formando crianças, jovens e adultos para a sociedade digital. Trabalhamos com as Escolas d’Óbidos no aperfeiçoamento de programas de STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics), no apoio a cursos profissionais de programação e gestão de redes e através dos nossos próprios projetos de formação como a Academia deCode, que, desde 2016, ensina programação e robótica a crianças desde os 6 anos de idade.

Em simultâneo temos em funcionamento o programa My Machine, que é um exemplo de como se pode estimular competências criativas em crianças e jovens envolvendo todos os níveis de ensino, desde o básico ao profissional até ao ensino superior. Neste projeto, propriedade de uma fundação belga e gerido em Portugal pelo Parque Tecnológico de Óbidos, as crianças de Óbidos desenham uma máquina dos seus sonhos, que a Escola Superior de Artes e Design do Instituto Politécnico de Leiria transforma em desenho técnico e depois a escola profissional do CENFIM, de Caldas da Rainha, constrói as máquinas em parceria com o Parque.

O Parque tem ainda com frequência programas de requalificação profissional para a área da programação, com entidades como o IEFP ou outras, que já permitiram a cerca de 50 pessoas terem uma nova oportunidade de carreira. Em simultâneo, prestamos apoio às empresas na atração e descoberta de talentos, através da ativação das instituições de ensino superior e profissional que são nossas parceiras.

Networking

O Parque já dinamiza um programa de atividades e eventos orientados para a valorização de competências e a promoção do networking interno e externo, tendo sempre em vista o crescimento das empresas instaladas e o desenvolvimento de novas interações comerciais:

. Encontros de empresas – encontros mensais entre empresas do Parque Tecnológico de Óbidos, entidades convidadas e outras empresas, cujo objetivo é aprofundar o conhecimento sobre um tema, através da apresentação regular de um exemplo de sucesso.

. Eventos empresariais – sempre com um formato diferente, a ideia é aproximar as empresas do mercado, proporcionando a oportunidade de apresentar os seus produtos, serviços ou criarem parcerias.

Com os novos edifícios centrais vamos atingir novos níveis colaboração, posicionando o Parque como uma plataforma de conhecimento e uma estrutura importante na definição do futuro da região:

. Mesas-redondas sobre temáticas relevantes para o Oeste;
. Encontros de Incubadoras;
. Desafios a alunos e professores para apresentarem ideias de negócios nas áreas consideradas estratégicas pelo Parque Tecnológico de Óbidos;
. Envolvimento de parceiros e empresas no seu desenvolvimento;
. Eventos de maior dimensão poderão ter lugar neste novo espaço, onde empresários e representantes institucionais dos vários países poderão ter a possibilidade de fomentar negócios e alicerçar relações num ambiente informal.