Ver todos >

OnSetLab apresenta projetos para o Cinema em Portugal em Bruxelas

EPE_logo​A produtora de cinema CheckTheGate/OnSetLab, com escritórios operacionais no Parque Tecnológico de Óbidos, está entre as 21 empresas escolhidas pela Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP) para integrarem a delegação nacional da 3ª edição do “European Parliament of Enterprises”.

A iniciativa, organizada pela Eurochambres, vai juntar dia 16 de Outubro, no hemiciclo do Parlamento Europeu, em Bruxelas, um total de 751 empresários, chamados a discutir temas fundamentais para a UE como Internacionalização, Competências, Financiamento e Energia. Para os empresários, abre-se não só espaço ao debate, como é criada a oportunidade para que possam dar os seus inputs sobre políticas da União Europeia.

A presença da CheckTheGate/OnSetLab em Bruxelas será também aproveitada por José Mineiro, produtor executivo e CEO da produtora, para apresentar junto dos representantes das várias entidades comunitárias alguns dos projetos nos quais está envolvido, e que visam a captação de investimento estrangeiro para o Cinema em Portugal. Entre eles está a criação de um cluster do Cinema enquanto motor de desenvolvimento regional, ancorado nas novas formas de distribuição, visionamento e produção audiovisual, enquadradas no panorama mais lato das indústrias criativas e sua integração nesta fileira.

No paper que redigiu sobre esta temática, José Mineiro explica que o Cinema é hoje «uma indústria baseada no Conhecimento – de forte cariz tecnológico e inovador atendendo ao advento digital – e na Criatividade, capaz de congregar especialistas de variadíssimas áreas que podem aceder à produção de um altíssimo valor acrescentado, desde que bem enquadrados por um desejo político resoluto e orientado para os resultados». O Cinema, afirma ainda José Mineiro, tornou-se uma área «onde a investigação e o desenvolvimento de novos processos se afirmam até enquanto solução para atrair novos públicos e para encontrar novas formas de distribuição, e produzir, de forma consentânea, com a popularização que as novas tecnologias impuseram». Desta forma, «às regiões periféricas, sem tradição no meio, desprovidas de capacidades técnicas e humanas instaladas, depara-se-lhes a possibilidade de integrarem a fileira cinematográfica e audiovisual enquanto motor de atração de investimento estrangeiro, de criação de emprego, gerador de mais-valias, e potenciador das indústrias criativas que para ela concorrem e lhe estão associadas», sustenta José Mineiro. No fundo, «trata-se de utilizar o audiovisual enquanto catalisador e aglutinador do cluster das indústrias criativas, beneficiando mormente o setor do Turismo e, na generalidade, todos os setores económicos, daí extraindo benefícios notórios refletidos na área social, no emprego, na aquisição de know-how, e na melhoria das condições económicas e sociais das populações».

Para José Mineiro, a presença na delegação portuguesa em Bruxelas será um momento de excelência para partilhar este e outros projetos já em curso, podendo dela retirar importantes inputs e sinergias.

Refira-se que o programa de viagem da CCIP inclui ainda a participação no “Portugal Day na Comissão Europeia”, dia 15 de Outubro, subordinado ao tema “Oportunidades de Negócios e Fontes de Financiamento para as Empresas Nacionais”. Uma ação organizada pela AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, em articulação com a REPER – Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia e a Comissão Europeia.