Ver todos >

Professores terminam formação em robótica com visita ao Parque Tecnológico

visita_roboIP

Promover formação especializada em diferentes linguagens de programação e da robótica é um dos objetivos do projeto educativo RoboIP – Robotic Over Internet Protocol, cujo módulo avançado do NAO Robotic Course, orientado para professores, terminou sexta-feira, 15, com uma visita ao Parque Tecnológico de Óbidos.

Durante uma semana, mais de uma dezena de professores de escolas secundárias e profissionais da Polónia, Itália e Turquia, em conjunto com o Agrupamento de Escolas Josefa D’Óbidos, estiveram em formação, com o objetivo de virem a desenvolver – entre outros projetos – soluções tecnológicas/aplicações em diferentes plataformas (iOS, Android, Windows ou Ethernut).

Este curso “não é apenas um curso técnico, uma vez que pretende estudar também a relação entre humanos e robots”, explicou Emanuele Micheli, professor e vice-presidente da Escola de Robótica de Génova, durante a visita dos professores ao Parque Tecnológico de Óbidos, parceiro estratégico deste projeto dedicado ao ensino da robótica nas escolas.

Do ponto de vista educacional, esta iniciativa “é uma experiência muito rica”, afirmou, já que os alunos terão de dominar áreas do conhecimento tão diversas como a Matemática, a Biologia, as Ciências, a Engenharia, ou até a Literatura, sustentou Emanuele Micheli.

“Temos hoje diversos países onde já é possível interagirmos com robots. Mas a robótica não é uma caixa mágica. É preciso saber interagir. Quando falamos, interagimos, temos de perceber a sua função. Esse é um dos objetivos desta formação”.

Para o Luís Franco, professor de Linguagem de Programação nos cursos de Programação do Ensino Secundário do Agrupamento de Escolas Josefa D’Óbidos, e um dos formandos deste módulo, esta é de facto “uma área que é transversal a uma série de disciplinas”. Para os alunos, “é uma forma de aprenderem sem darem por isso”.

“O ensino tem mesmo de estar virado para aqui [para esta área de conhecimento]. Vai sem dúvida enriquecer o nosso sistema de ensino”, defende. “O curso foi muito positivo e foi das melhores ações que frequentei”.

Nuno Guedes, professor do 3º Ciclo e Ensino Secundário na área das TIC e Arquitetura e Redes de Comunicação – outro dos formandos deste módulo – elogiou o projeto, lamentando o facto de os professores não terem acesso a formação deste tipo em Portugal. “Faz muita falta. É o futuro”, e “vai ser a grande oportunidade” em termos de empregabilidade.

De acrescentar que do plano de atividades a desenvolver no âmbito deste projeto educativo para o ensino da robótica nas escolas faz também parte a participação nos encontros formativos realizados em Óbidos, a participação na criação de soluções tecnológicas, a partilha de experiências e projetos desenvolvidos na área da robótica, e ainda a organização, em colaboração com a Escola de Robótica de Génova, do Festival de Robótica 2019 – a decorrer em Óbidos.

O RoboIP – Robotic Over Internet Protocol tem como parceiros a OBITEC – Associação Óbidos Ciência e Tecnologia/Parque Tecnológico de Óbidos (por Portugal), a Escola Secundária/Profissional de Slaski e a Empresa Answer2u Marcin Mazur (Polónia), duas escolas técnicas e profissionais/secundárias de Kayseri (Turquia), a Escola Secundária/Profissional de Génova e a Escola de Robótica de Génova – Centro de Educação e Formação (Itália).

Em outubro os coordenadores de cada organização parceira regressam a Óbidos para fazer ponto de situação do projeto.