Ver todos >

Encontro de networking abre caminho a projetos na área das agro-tecnologias

Encontro PTO_03

A criação no distrito de um grupo de trabalho centrado no desenvolvimento de projetos tecnológicos para a Agricultura foi uma das metas traçadas no encontro de networking “Óbidos + Leiria – Distrito 4.0”, que decorreu sexta-feira, 13, nos Edifícios Centrais do Parque Tecnológico de Óbidos.

Para o efeito serão capitalizadas as competências de empresas do Parque Tecnológico de Óbidos com projetos no domínio das agro-tecnologias, juntando-as a empresas do COTHN – Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional e à capacidade de investigação e conhecimento do Instituto Politécnico de Leiria (IPL).

Uma estratégia para o talento na região

A criação de uma rede de parceiros capaz de fomentar a cooperação entre empresas e de aproximar a indústria digital das indústrias tradicionais foi outro dos desafios deixados neste encontro. O evento, promovido pelo Parque Tecnológico de Óbidos e pela Nerlei – Associação Empresarial da Região de Leiria com o objetivo de projetar o futuro de um distrito 4.0, colocou em evidência o potencial da região de Leiria na área da inovação e da digitalização, mas também a maior das fragilidades: a escassez de recursos humanos qualificados nas áreas tecnológicas.

Unânime foi o reconhecimento do importante papel que o IPL tem desempenhado nesta matéria, apontado aliás como a única instituição com visão para o potencial do distrito. “O IPL foi a instituição que mais cedo apostou, por exemplo, em cursos técnico-profissionais. Ao fim de dois anos temos alunos aptos a programar. A questão é que um aluno com dois anos de formação tem limitações naturais, não podendo por isso produzir o mesmo que um estudante de Mestrado”, explicou Nuno Rodrigues, investigador e professor do IPL.

Neste encontro de networking foi também aberto caminho para que o Parque Tecnológico de Óbidos e as empresas da região, em parceria com o IPL, criem novas formas de ensino e de treino complementares aos currículos das licenciaturas e mestrados, que permitam aos alunos e recém-contratados ter uma entrada mais facilitada no mercado de trabalho.

A participação de empresas e do Parque Tecnológico nas reuniões do grupo TICE.Leiria (que envolve e mobiliza toda a cadeia de valor na área das Tecnologias da Informação, Comunicação e Eletrónica) de forma a potenciar a integração entre os dois pólos, e o aumento da complementaridade entre programas de incubação e aceleração de negócios tanto do Parque Tecnológico como da Nerlei, foram outros dos objetivos traçados neste encontro.